Cabeçalho Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Santa Sé - Documentos do Vaticano II
   
Apresentação
pt-BRen-UK
 

CONFERÊNCIA DE APARECIDA, MEMÓRIA E PERSPECTIVAS é o VIII Simpósio realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUC-Rio. Acontecerá nos dias 3 a 5 de outubro de 2017, no Salão D. Luciano Mendes de Almeida, no campus da própria PUC-Rio.

Dentro das celebrações da primeira década da Conferência de Aparecida, o Simpósio quer fazer memória daquele evento, refletir sobre o Documento que dali brotou, bem como perceber a incidência das grandes indicações de Aparecida sobre a Igreja no Brasil e quais as futuras possibilidades para as próximas décadas.

As conferências continentais são uma riqueza própria da Igreja latino-americana e caribenha. Até o momento, foram realizadas cinco conferências, identificadas pelo nome da cidade onde aconteceram: Rio de Janeiro (1955), Medellín (1968), Puebla (1979), Santo Domingo (1992) e Aparecida (2007). Em cada uma dessas conferências, representantes do episcopado do continente, assessorados por diversas instituições de pesquisa e de pastoral, procuraram discernir os caminhos da evangelização. Foram momentos históricos diferentes, todos, no entanto, marcados pela preocupação de adequar a ação evangelizadora ao que se vivenciava. A Conferência de Aparecida, caracterizada pelo contexto do início do século XXI, não deixou de cumprir esta finalidade. Expressou o que a Igreja pensa sobre sua presença nos diversos contextos do continente neste específico momento histórico.

Na memória da Conferência de Aparecida, emerge a figura do então presidente da comissão de redação, Cardeal Jorge Mário Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires. Anos depois, eleito Papa, ele não tem deixado de se voltar ao Documento de Aparecida, ali fundamentando inúmeros de seus pronunciamentos e, de modo especial, a Exortação Apostólica Pós-Sinodal Evangelli Gaudium, com a qual indicou os rumos de seu pontificado. Deste fato, decorre a importância em se estudar a Conferência de Aparecida e seu Documento conclusivo.

Este Simpósio segue em linha de continuidade com o que foi realizado no primeiro semestre, com temática voltada para a Mariologia. Nos dois Simpósios, tem-se o mesmo cenário tanto histórico-geográfico quanto evangelizador. Geográfica e historicamente, tem-se o encontro, nas águas do Rio Paraíba, da imagem da Virgem Maria. Em termos evangelizadores, o processo desencadeado há 300 anos naquela região foi refletido nas dependências do Santuário ali erguido, como contribuição para o Brasil, a América Latina – Caribe e, através do Pontificado de Francisco, para todo o mundo.

Com este VII Simpósio o programa de pós-graduação em Teologia da PUC-Rio se consolida ainda mais como lugar de reflexão articulada com a realidade cotidiana brasileira e dos demais povos do continente. Busca interpretar a história, levantar questionamentos e abrir perspectivas, atuando sempre em diálogo entre as instâncias acadêmica, eclesial e sociocultural.

O Simpósio acolherá, em seu primeiro momento, dedicado à memória, alguns dos bispos participantes da Conferência, os quais partilharão um pouco da experiência vivida dentro da Conferência. Em seguida, com o olhar das perspectivas, abordará alguns dos grandes eixos do Documento de Aparecida: a proposta central da Conferência e do Documento conclusivo, a cristologia e a eclesiologia subjacentes, a opção preferencial pelos pobres, a ação do laicato, o mundo da educação e o diálogo ecumênico e inter-religioso.

Os conferencistas são os seguintes:

  • Bispos participantes: Cardeal Orani João Tempesta, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, D. Orlando Brandes, D. Geraldo Lyrio Rocha e D. Dimas Lara Barbosa
  • Professores do Departamento de Teologia da PUC-Rio participantes da Conferência como assessores: Mário de França Miranda, Maria Clara Luchetti Bingemer e Joel Portella Amado
  • Conferencistas brasileiros convidados: D. Francisco Biasin (bispo de Volta Redonda e referencial para o ecumenismo e diálogo inter-religioso da CNBB), Josafá Carlos de Siqueira (PUC-Rio), João Décio Passos (PUC-SP),
  • Conferencistas internacionais convidados: Cardeal Giuseppe Versaldi (Prefeito da Congregação para a Educação Católica, Vaticano), Carlos Maria Galli (UCA, Buenos Aires)

Finalidade do Evento

Divulgar e gerar de novos conhecimentos; a promoção e aumento da qualidade da produção científica na Pós-graduação brasileira; a formação de Professores para a educação básica; o incentivo e apoio à participação de pós-graduandos e docentes de Programas de Pós-graduação em eventos acadêmicos; o fomento da tolerância religiosa e abertura dialógica para o exercício da cidadania e da aceitação das diferentes expressões religioso-culturais, na sociedade brasileira.

Históricos dos Eventos anteriores

Em 2008, o primeiro, com a temática: Desafios e horizontes para a teologia com a cultura contemporânea sob a ótica da fé, ciência e interdisciplinariedade. Em 2009, o segundo, aproveitando a celebração do ano paulino, com a temática: Paulo apóstolo diante do Judaísmo e Helenismo. Em 2011, o terceiro, com a temática: Teologia e Experiências Religiosas. Desafios e Contribuições. Em 2013, o quarto, com a temática: Exegese, Teologia e Pastoral: relações, tensões e desafios. Em 2015, o quinto, por ocasião dos 50 anos do Concílio Vaticano II e da Revista Concilium, com a temática: Caminho de Libertação: Alegrias e Esperanças para o Futuro. Ainda em 2015, o sexto, com a temática: Promoção da Cultura da Paz num Mundo em Conflito. Acontecendo sempre numa dinâmica de alternância entre as duas áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação (Bíblica e Sistemático-Pastoral). Em 2017, o sétimo, com a temática: Maria: Escritura, Teologia e Religiosidade.

Estrutura

O Simpósio está estruturado em torno de Conferências (pela manhã), Mesas de Debates e Comunicações Temáticas (pela tarde), coordenadas por professores da PUC-Rio, acontecendo dentro do espaço físico da PUC-Rio, desejando sempre e cada vez mais caracterizar e realizar a necessária religação dos saberes, indispensável para se buscar, como comunidade acadêmica, a promoção da cultura e do saber teológico.

Dentre as atividades do Simpósio, no final da manhã do primeiro dia, ocorrerá celebração eucarística solene, presidida pelo Grão Chanceler da PUC-Rio e membro da Conferência de Aparecida, Cardeal Orani João Tempesta e demais participantes do Simpósio.

Comunicações

Como de costume, as comunicações se dividem em três grandes eixos: bíblico, sistemático e pastoral.

O campo bíblico é um terreno bastante fértil para a pesquisa no Documento de Aparecida. Alguns textos são mencionados em momentos decisivos do Documento. Refletir sobre eles, buscando investigar o modo como foram acolhidos no conjunto da reflexão da V Conferência será um serviço significativo para a reflexão teológica e para a vida cristã em geral.

A área sistemática, embora abordada nas grandes conferências, exatamente em virtude da amplitude que possui, permite que se apresentem outros aspectos além da cristologia e da eclesiologia do Documento de Aparecida e, mesmo nestes dois aspectos, será possível encontrar vertentes que se articulem com estes eixos centrais.

A área pastoral é compreendida de modo amplo, compreendendo todos os aspectos práticos da ação evangelizadora, tais como a liturgia, a piedade popular, os mundos da educação e das comunicações sociais, a família, a juventude e tantos outros.


contato@simposiopucrio.teo.br   |   facebook
|